Parcerias pela solidariedade

A Dow une forças com clientes para ajudar as vítimas dos terremotos que devastaram o Equador e mostrar que a responsabilidade social corporativa gera benefícios para todos

No mês de abril, dois terremotos de 7,8 e de 6,1 graus na escala Richter, além de mais de 400 tremores secundários, arrasaram o Equador, deixando mais de 600 pessoas mortas e 6.200 feridas, segundo a Secretaria de Gestão de Riscos do país. A devastação gerou comoção em todo o mundo, o que logo em seguida se transformou em uma corrente de solidariedade.

Um dos elos desta corrente é a parceria entre a Dow e a Chaide, empresa equatoriana especializada em produtos para descanso e bem-estar, como colchões e sofás-camas. As duas companhias se uniram para ajudar as vítimas e, de quebra, mostraram como alianças de negócio podem – e devem – gerar frutos também para a sociedade.

“Tudo começou pelos caminhos tradicionais de responsabilidade social, como o contato com a Cruz Vermelha e o engajamento dos funcionários. Depois vimos a possibilidade de ir além e pensamos nos nossos clientes, em quais deles poderiam se unir à Dow nesta iniciativa de ajudar o Equador”, lembra Daniella Souza Miranda, Presidente da Região Andina e Diretora Comercial de Poliuretanos & Soluções Industriais para a mesma região.

A Chaide, um dos maiores produtores de colchões do Equador, também estava sensibilizada com a tragédia e tinha o plano de doar mil colchões de solteiro para as vítimas. A Dow entrou em contato para juntar esforços. “Outros fornecedores deles não participaram da iniciativa, mas nós nos identificamos. Eles viram um alinhamento de seus valores com os nossos, fortalecendo a parceria. A partir disso, nos organizamos para fornecer a quantidade necessária de poliol para a fabricação dos colchões”, afirma Daniella.

Trabalho conjunto

Esta é uma autêntica ação com a qual todos ganham. Ganha a comunidade, justamente em um momento de maior necessidade. Ganha a Dow, que aplica na prática seus valores. E ganha a Chaide com uma ideia solidária que se concretiza – por meio do suporte de um parceiro de negócios.

“É uma experiência única da Dow no Equador, uma vez que não temos um escritório lá e fizemos todos trâmites da Colômbia, onde o poliol também foi produzido e de onde ele foi enviado em caráter de doação. Organizar todos estes processos e a documentação fez com que diversas áreas nossas trabalhassem juntas, e tudo isso com a pressão do tempo”, destaca Daniella.

 

ÁGUA POTÁVEL

Além da Chaide, a Dow se aliou a outro parceiro para ajudar as vítimas do terremoto. O negócio de Water & Process Solutions forneceu ao parceiro OEM membranas de filtração para a purificação de água, posteriormente utilizada no abastecimento da zona afetada. Assim como no caso da parceria com a Chaide, a iniciativa foi conduzida da Colômbia.