Desafio de alimentar o mundo

Supermercado

Evento da Dow para a cadeia de alimentos brasileira aquece o debate sobre a necessidade de soluções sustentáveis conjuntas para o setor

Com a estimativa de que a população mundial atinja 9 bilhões de habitantes em 2050, a alimentação se torna, cada vez mais, um assunto de primeira ordem. Isso porque será preciso aumentar a produção de alimentos em 70% até a metade deste século. Neste cenário, 40% deste crescimento virão do Brasil, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Pode parecer um futuro distante, mas a demanda crescente faz com que não seja. Atenta a esta tendência – e à necessidade de ações concretas –, a Dow reuniu na sede da América Latina, em São Paulo, cerca de 200 parceiros da cadeia de alimentos brasileira durante o encontro Soluções Sustentáveis para a Cadeia de Alimentos. Brasil – nutrindo um mundo em crescimento. Entre os participantes, estiveram presentes representantes de empresas da cadeia do frio, produtores de embalagens plásticas, membros do governo e de associações, entre outros.

“A Dow oferece uma série de tecnologias para este setor, mas depende do esforço da cadeia para implementar as mudanças necessárias para que o Brasil continue sendo um dos maiores produtores mundiais de alimentos. Isso só acontecerá se todos os elos desta cadeia trabalharem unidos”, disse Pedro Suarez, Presidente da Dow para a América Latina.

Por sua vez, Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento, atual coordenador da Fundação Getúlio Vargas e key note speaker do evento, destacou o potencial da agricultura nacional. “Nós temos, de longe, a melhor tecnologia agrícola tropical. Nos últimos 23 anos, a produção de grãos cresceu 225%, enquanto a área plantada aumentou apenas 41%. Isso é tecnologia. O agronegócio brasileiro vem fazendo a sua parte para a segurança alimentar e energética”, afirmou.

O evento foi uma importante oportunidade para a troca de experiências e para discussões, realizadas durante palestras, mesas-redondas e sessões de trabalho, em torno da produção de alimentos, saúde e nutrição e entrega eficiente (cadeia do frio e embalagem), além de mitigação de carbono.

Supermercado Dow

Para mostrar parte do que a Dow oferece em soluções que contribuem na cadeia de alimentos do ponto de vista de segurança alimentar, funcionalidade e integridade, foi montado um verdadeiro supermercado montado na recepção da sede. Mais de 60 itens do portfólio da empresa foram apresentados, entre eles, soluções da área de Poliuretanos.

Esta tecnologia é essencial no segmento, já que está presente em toda a a cadeia do frio desde a produção (para o transporte de carnes, por exemplo), armazenamento (câmaras frigoríficas) até a casa dos consumidores finais (refrigeradores). Algumas das soluções apresentadas foram:

VORACOR™: sistemas de poliuretano para fabricação de paineis termoisolantes de fabricação discontínua que oferecem uma combinação única de eficiência, superior isolamento, leveza e propriedades de ligação estrutural e facilidade de uso.

VORATHERM™: nova família de sistemas de poliisocianurato (PIR) para fabricação de painéis rígidos termoisolantes, que conferem maior isolamento térmico com propriedades aprimoradas de resistência e reação ao fogo.

PASCAL™: novo sistema de poliuretano para isolamento térmico de refrigeradores que aumenta consideravelmente o desempenho da eficiênciaenergética dos eletrodomésticos, sem impactar o design e melhorando substancialmente a produtividade dos fabricantes.

PASCAL™ PRO: novo sistema de poliuretano para isolamento térmico que oferece um processo de fabricação consistente e de alta qualidade para paneis para isolar caminhões refrigerados efe outras aplicações de painéis discontínuos , conferindo-lhes alto desempenho energético e aumentando em 40% a produtividade dos fabricantes, com uma inversão inicial muito baixa.